Investigando o passado de uma orquídea premiada


Flores da mini-orquídea Slc. Golden Acclaim 'Richella'
Slc. Golden Acclaim 'Richella'

Impressionado com a beleza incomum desta orquídea, resolvi fazer uma pesquisa para saber quais foram as espécies utilizadas na sua produção. Registrado por Richella em 1989, a Sophrolaeliocattleya Golden Acclaim foi premiada pela American Orchid Society e é, até hoje, um importante componente na produção dos híbridos modernos. A famosa Slc. Ayrton Senna é filha desta orquídea da foto.

Todos os híbridos registrados constam de um banco de dados mantido pela Royal Horticultural Society. Fazendo uma busca neste site, você encontra as informações relevantes de cada orquídea, como data de registro e nomes dos pais. Uma alternativa mais moderna e prática é o software comercial OrchidWiz, que automaticamente fornece a árvore genealógica, ricamente comentada, de qualquer orquídea híbrida.

Sendo eu pobre, resolvi fazer a pesquisa na unha. Quase enlouqueci. De início, vemos que ela é filha das orquídeas Slc. Tangerine Jewel e Lc. Ann Follis. A partir daí, começa uma sucessão interminável de pais, avós, bisavós e tataravós. Acho que, nem que conseguisse reunir todas as informações, não conseguiria desenhar a árvore genealógica, por pura falta de espaço.

Acabei aprendendo que criar uma belíssima orquídea premiada é um processo complexo, demorado e caro, provavelmente efetuado por gerações de pesquisadores dedicados. Hoje, graças aos métodos de clonagem, podemos ter essas pequenas obras-primas em abundância, a preços acessíveis. O exemplar da foto foi produzido por meristema e adquirido, já em botões.

12 comentários:

  1. Mas é uma bela planta. Parabéns Sergio, a imagem também está muito linda.
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bete! Eu também gosto bastante desta! Que bom saber, muito obrigado pela força!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. É, devo confessar que já me peguei no mesmo dilema que você. Vamos por partes.

    Árvore genealógica é complicado demais. Gostei das suas dicas, vou dar uma olhada. Tenho algumas aqui que gostaria de saber papaizes e mamãezes.

    O Orchidwiz é muito bacana, mas é muito, mas muito caro. Para não híbridos, ainda existem muitos sites que dão conta do recado.

    Por fim, Slc. Ayrton Senna. Há anos procuro uma destas... nunca consegui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luis! Pois é, acabei desistindo da árvore. Para saber os papaizes, este RHS pode ajudar, desde que o híbrido tenha sido registrado.

      Então, rapaz, pelo preço do OrchidWiz 'full', eu duplico meu orquidário, eheheh!

      Também estou há tempos atrás de uma Slc. Ayrton Senna, principalmente aquele clone 'Arabesque', que é espetacular. Ele foi produzido pelo Orquidário Wenzel, mas nunca vi à venda.

      Brigadão pela visita e pelos comentários!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Obrigada pela visitinha de hoje rsr

    Você sabia que 'vanda' é um nome de orquidea?

    Bom fim de semana!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanda! Imagine, foi um prazer visitar o seu blog, sempre uma ótima leitura!

      É verdade, bem lembrado! As Vandas são orquídeas belíssimas! Infelizmente, aqui não consigo cultivá-las bem.

      Muito obrigado pela visita! Um grande abraço e um ótimo final de semana para você também!

      Excluir
  4. Olá Sergio! Boa tarde amigo!
    Puxa, essa é de beleza inigualável!
    Parece o sol, de tão iluminada!
    Seu interior é de um vermelho vivo que até dói os olhos de tanta beleza!
    Mas como dá trabalho ter uma espécie assim não é?
    E o histórico familiar dela é mais complicado do que a da minha família...rsrs Repleto de minúcias!
    Realmente exigiu uma pesquisa aprimorada e trabalhosa que só você poderia realizar amigo! Parabéns!
    Agradeço por compartilhar tamanha beleza e desejo um excelente final de semana!
    Abraços com carinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Boa tarde!

      Que belas palavras para descrever esta orquídea, adorei seu comentário! De fato, essa é uma das minhas preferidas.

      De fato, o maior trabalho é acertar as condições de cultivo. Depois disso, vamos levando com um pouco mais de tranquilidade, eheheh!

      Fico feliz em receber sua visita e saber que gostou da orquídea. Muito obrigado pelo carinho e apoio, sempre!

      Um grande abraço e um ótimo final de semana para você também!

      Excluir
  5. Olá,Sérgio!
    É mesmo muito interessante essa estória das orquídeas e a busca de suas "árvores genealógicas"! E uma das coisas que mais me chama a atenção é mesmo o incrível fascínio que estas maravilhosas plantas e suas deslumbrantes flores têm exercido sobre a nossa alma humana...Uma paixão que tem atravessado tantas gerações de pesquisadores e gerado híbridos de tanta beleza! Mas saiba que eu achei muito legal esta tua pesquisa e te parabenizo pelo teu esforço e por compartilhar informações preciosas conosco! E esta orquídea é mesmo belíssima!!!
    Meu abraço grande pra ti e um florido fim de semana!!!
    Teresa
    ("Se essa lua fosse minha")

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teresa! Tudo bem?

      Pois é, foi uma pena eu não ter chegado às origens desta bela planta. Adoro ficar vendo as características de cada espécie representadas no híbrido. Mas fico contente que gostou da flor. Eu também adoro esta!

      Que bom receber a sua visita, muito obrigado pelo carinho e apoio!

      Um grande abraço e um ótimo final de semana para você também!

      Excluir
  6. Amigo me socorra. Estou perdendo varias plantas de uma forma muito rapida e estranha. Como faço pra te mandar as fotos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana, que pena! Você poderia postar as fotos no Facebook e eu tento ajudar.

      Um grande abraço!

      Excluir