Manias de orquidófilo


Orquídea Cattleya labiata
Cattleya labiata

Resolvi dar a minha cara a tapa e contar para vocês algumas das manias que fui desenvolvendo ao longo desses anos de convívio com as orquídeas. São dezenas, mas vou me ater a cinco. Não sei se já se configuram TOC (Transtorno Obsessivo-Compulsivo), mas tento tomar cuidado para a coisa não piorar. Talvez vocês se identifiquem com algumas delas. Ou, na melhor das hipóteses, darão boas risadas.

1. Conforme ilustrado na figura acima, tenho mania de 'embelezar' as orquídeas, mesmo que não estejam com flores. Incomoda-me ver as folhas sujas ou com manchas. Limpo com cotonete, corto as partes manchadas, fico retirando as palhas secas dos pseudobulbos... Coisa de maluco mesmo.

2. Não aguento ver brotos ou hastes tortos. Como minhas orquídeas são cultivadas em varanda, a luz incide lateralmente. O que faz com que os dito cujos desenvolvam-se... lateralmente! Para contornar esta situação, desenvolvi a singular habilidade de ir girando o vaso, todos os dias, de modo que tudo fique na vertical. Já li recomendações para que se evite este procedimento, mas não consigo me controlar.

3. Toda vez que descubro um novo broto ou botão floral, passo a espioná-los diversas vezes ao dia. Inclusive, saio na sacada no meio da noite, munido de uma lanterna, para ver se, por acaso, eles já cresceram alguns milímetros. Tenho a sensação de que, sem a minha vigilância, algo dará errado e eles pararão de se desenvolver.

4. Vivo à procura de algo milagroso para dar às orquídeas. Adubos, defensivos, estimulantes... Já experimentei vários, mas nunca vi resultados consistentes. Apesar disso, continuo com a sensação de que existe algo mágico e secreto, que produzirá aquelas florações espetaculares que vemos em exposições. Estou sempre testando algo novo.

5. Passo horas e horas espiando os blogs e galerias dos amigos, cobiçando aquelas orquídeas maravilhosas, mesmo sabendo que não terei dinheiro para comprá-las, nem espaço para acondicioná-las. Mas deixo claro que não os invejo, trata-se de admiração mesmo. E sigo com minhas listas virtuais, cada vez mais utópicas.

E você, tem alguma mania curiosa? Não se acanhe, fique à vontade para nos contar!


Video: Como cuidar de orquídeas: Flores e botões

Como manter as flores das orquídeas saudáveis e bonitas por mais tempo. Dicas para conservar botões florais e orquídeas floridas por períodos mais prolongados, com procedimentos simples de serem adotados.

52 comentários:

  1. Putz, lendo essas coisas fico até contente.
    Não sou o único compulsivo, hahahaha.

    Ainda não cheguei a este ponto com as orquídeas pois estou organizando o cantinho delas.

    Mas em praticamente tudo o que faço, gosto das coisas arrumadas, limpas e organizadas.

    E você pelo jeito, é assim, hehehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Paulo! Também é bom saber que não sou o único. Confesso que sou assim com as coisas das quais eu gosto muito. Com outras, sou meio caótico. Vai entender, né? Muito obrigado pelo comentário! Abraços!

      Excluir
  2. Ri muito e me identifiquei completamente,esta semana minha mãe me perguntou em que velocidade que as orquídeas crescem porque eu vou olhar todas as 83 minunciosamente quando estou em casa...rs
    Obrigada pelo post,estou me sentindo uma pessoa normal agora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida, que bom te ver por aqui! Imagine, eu que agradeço pela visita! É bom sabermos que há outras pessoas com as mesmas manias que as nossas, né? Assim não nos sentimos tão ETs! Um grande abraço!

      Excluir
  3. Adorei a postagem
    listinha aumentando, mais uma aqui,
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bete! Que bom, muito obrigado pelo prestígio, sempre! Um grande abraço!

      Excluir
  4. hahaha estou aqui rachando o bico, Ju!

    fico imaginando vc na ponta do pé, de noite com a lanterninha, espiando suas orquídeas!!! :)

    mas enfim, é tanta dedicação e amor que faz com que elas cresçam e floresçam assim tão lindas!!!

    beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viu só a situação, Lilize?! Hehehe! Algumas delas, só de birra, não crescem quando eu estou olhando.

      Muito obrigado pela visita e pelo carinho, sempre. Acompanhei suas aventuras em Londres e adorei. Parabéns!

      Excluir
  5. Descobri o blog tem 2 dias!!!! Para minha alegriaaaaaa rs.... Parabéns pelo seu trabalho, e as manias devem ser comuns entre os apaixonados por orquideas, essas belezinhas são capazes de nos levar a ouuuutra realidade. :D Mais uma vez PARABÉNS pelo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana, que bom!! Fico feliz que esteja gostando, muito obrigado pela visita e pelo comentário! Um grande abraço!

      Excluir
  6. Olá Sergio...
    Você me fez rir muito.
    Agora me sinto mais aliviada por não me sentir tão boba com as minhas menininhas, rsrsrs.
    Existem outros bobos também, rsrsrs.
    Mas essa dedicação toda,é tão prazerosa para nós, que a gente nem se dá conta de tudo o que está fazendo, simplesmente faz, o coração fica leve,e quando vemos o resultado então...é tudo de bom.
    Fique tranquilo, você não esta sozinho nessa, rs.
    Abraços.
    Zenaide.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zenaide! Veja que coisa, só a gente mesmo! Hehehe! Mas fico feliz por encontrar ressonância em outros orquidoidos como eu. Muito obrigado pelo comentário! Um grande abraço!

      Excluir
  7. Ola Sergio,
    Muito legal seu blog..Parabens.
    Essas manias que você descreveu, todo oquidofilo tem..

    Pelo permissão para divulgar meu blog sobre orquideas:

    http://burstestelar.blogspot.com.br/

    Abraços,
    Daniel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniel, muito obrigado pela visita e pelo comentário! Que bom que gostou. Vou visitar seu blog sim! Abraços!

      Excluir
  8. Hahaha!!!Me identifiquei bastante,mas eu sou muito pior que vc,quando planto ou faço replantio faço questão de tirar o substrato todo para ver se plantei direito, pra ver se cresceram novas raízes, ou se elas já se adequaram ao substrato,Graças a Deus Tenho me Controlado bastante!!!Valeu Sergio!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kayky! Hehehe, que legal! Bom saber que tenho companhia nestas obsessões orquidófilas. Eu confesso que tenho uma vontade de espiar para saber se as raízes cresceram. Mas também tenho tentado em controlar. Imagine, eu que agradeço pela sua participação! Um grande abraço!

      Excluir
  9. Atualmente, só a opção 5 pois descobri o maravilho reino das Orquídeas recentemente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janete, que bom saber! Seja bem-vinda, tenho certeza que em breve terá muitas manias para nos contar! Muito obrigado pela visita, um grande abraço!

      Excluir
  10. Sergio, bom dia. Tive a feliz oportunidade de encontrar a sua página enquanto dava um intervalo na preparação da palestra sobre cultivo em brita que vou dar no próximo final de semana.

    Confesso que o que me atraiu de imediato foi a saúde e a higiene das plantas e o alinhamento dos bulbos. SENSACIONAL (risos). Quando vi os cotonetes, não resisti em dar uma espiada.

    Sabe, eu costumo avaliar um pouco do "TOC" como necessidade de expressão artística. Simetria, alinhamento, proporção... são coisas que fazem parte da arte. Com as Orquídeas não poderia ser diferente. Assim, fique tranquilo e continue caprichando.

    Agora, limpar folhas com cotonetes, remover palhas mortas dos bulbos, cortar hastes velhas, remover raízes mortas e estar sempre interessado em melhores substratos, adubos e condições de cultivo são simplesmente expressões de compromisso e de amor com as plantas... compromisso e amor com a parcela da natureza com que você decidiu estar perto e conviver.

    E não dá para ser diferente quando se ama. Você é normal (risos).

    Quem dera todos os Cultivadores atingissem logo essa mesma essência, superando rápido a nossa natural ansiedade em juntar rapidamente muitas plantas, passando da quantidade para a qualidade.

    Meus parabéns e feliz páscoa.

    Observação: seu site é muito bom.

    Abraços.


    Sérgio Leite
    São Paulo/SP
    sergioleite.natureza@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio! Bom dia, tudo bem? Fico feliz em ler sua mensagem e saber que minhas manias não são tão estranhas assim. De fato, concordo com você quanto à questão estética e artística. Acho este um parâmetro importante, que está intimamente relacionado ao cultivo de plantas e suas questões técnicas.

      Adorei receber sua visita e fiquei bastante interessado na sua palestra sobre o cultivo em brita. Muito obrigado pela visita e pelo comentário, seja muito bem-vindo!

      Um grande abraço e uma Feliz Páscoa para você e os seus!

      Excluir
  11. Olá Sergio, boa noite. Desculpe-me por responder seu email somente agora. Feliz Páscoa para vocês também.

    Será um prazer recebê-lo em nossas reuniões da SOCAN.

    Elas acontecem quinzenalmente no Hospital da Polícia Militar de São Paulo, na Avenida Nova Cantareira, 3659, Tremembé/SP. Fone (11) 2109-3999. Sempre em domingos e à partir das 15:30.

    Após identificar-se na portaria, siga pela linha azul, passe pelo heliporto (à sua esquerda) e, ao chegar na bifurcação, siga o caminho à direita que vai até a quadra poliesportiva.

    Nossas salas ficam no térreo do primeiro prédio em frente à quadra. Desça pela escada e seja bem-vindo.

    Qualquer coisa, me liga: Sérgio Leite (9-7435-6324)
    SOCAN: www.socan.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio! Que ótimo, muito obrigado pelo convite e pelas informações! Tenho ótimas referências sobre a SOCAN, parabéns pelo excelente trabalho de divulgação da orquidofilia. Será um prazer conhecê-los, se não nesta reunião, em um futuro próximo!

      Um grande abraço!

      Excluir
  12. Boa Tarde, Sérgio
    A alguns dias venho lendo e relendo suas páginas, são maravilhosas e o principal é que você realmente compartilha seus conhecimentos por inteiro, isso é maravilhoso e partindo desse principio quero te pedir auxilio.
    A cerca de um ano estou tentanto realizar um sonho que tenho a algum tempo, cultivar orquideas, porém estou cheia de duvidas e inseguranças com relação a essas plantinhas.
    Por isso estou recorrendo a você. Eu tenho uns vasinhos (infelizmente não sei identificar "ainda" pelo nome) e na semana passada depois de observar que haviam muitas mudas nos mesmos resolvi (apósde ler alguns artigos sobre o assunto) efetuar a mudança para vasos um pouco maiores. Escolhi vasos de barro e alguns de plásticos, comprei substrato, utilizei argila, isopor, mas agora olho para os vasos e fico sem saber.
    Será que deu certo?
    Algumas folhas parece que sentiram, as mais novas, observei que algumas começam a dar indicios de que estão amarelando....desespero....por favor me oriente.
    Abraços,
    Vanida Senhorinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanilda! Tudo bem? Que alegria receber sua visita, fico contente e honrado com seu apoio!

      Quanto às suas mudas, acho que fez tudo certo. De fato, após o replante, algumas orquídeas podem sentir um pouco. Nesta etapa, é melhor deixá-las em local mais sombreado e cuidar da umidade. Você também pode adicionar um enraizador para ajudar. Existe um da marca Forth, muito bom. Outros usam vitamina B1 (tiamina), vendida em farmácia.

      Mas acho que dará tudo certo. Caso tenha outras dúvidas, é só falar!

      Muito obrigado pela visita e um grande abraço!

      Excluir
  13. Tenho um defeito de mexer tanto nelas que sempre estrago alguma coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pablo, é verdade, eu também! A orquídea ficaria bem melhor se eu não cutucasse tanto, bem lembrado. Muito obrigado pela visita e pela contribuição!

      Grande abraço!

      Excluir
  14. Ah, que alívio, pensei que eu tivesse algum probleminha psicológico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thiago, tudo bem? Pois é, acho que são características comuns a todos nós, orquidoidos. Muito obrigado por ler o artigo, valeu pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  15. Mesmo para as mais iniciantes nos cuidados com orquídeas já tenho essas manias. Além de um ciume fora de sério. Até converso com as plantinhas.

    Adorei o seu blog, já faz parte dos favoritos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabiola, que legal! Bom saber que não estou sozinho nessa. Fico muito feliz em saber que gostou do blog, super obrigado pelo apoio e consideração!

      Um grande abraço!

      Excluir
  16. Kkkkk... estou rindo aqui pois me identifiquei com algumas... como a de ficar olhando várias vezes ao dia se a florzinha abriu ou o novo brotinho cresceu... Eu tenho mania de conversar com elas... explico o que estou fazendo, por exemplo, vamos tomar um banho gostoso, kkkk... aiaiai...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giovana! Pois é, todos nós acabamos por desenvolver alguma maluquice. Que bom que se identificou! Eu não costumo conversar com as minhas, mas te entendo perfeitamente! Muito obrigado pela visita e participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  17. As suas manias com as orquídeas são idênticas as minhas, com a diferença que moro em chácara e o sol é abundante. Entretanto, fico inspecionando todos os cantos do terreno vendo o melhor local para colocar minhas 30 orquídeas. e as troco de local com bastante frequência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem? Que interessante! Sem dúvida, é um privilégio ter bastante espaço para abrigar as orquídeas. Muito bom receber sua visita, obrigado pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  18. Olá vc poderia me ajudar, tenho uma Renanthera que esta com as folhas amarelando e irrugadas... oque devo fazer ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?

      Para ter certeza, seria bom ver uma foto da sua orquídea. No entanto, pode ser que este tempo muito quente e seco esteja causando estes sintomas. Você pode tentar dar mais umidade à Renanthera, deve ajudar. Boa sorte!

      Um grande abraço!

      Excluir
  19. Ei Sérgio, já faz um tempo que estou sempre te seguindo, leio tudo, fico admirada com suas lindas fotos e flores, parabéns. Também tenho algumas manias, tenho algumas orquídeas que amo de paixão, não tenho problema com espaço, pois moro em casa e um quintal enorme, tem as desvantagens, pois como tenho espaço vou aumentando cada dia mais minha coleção. A gente não cansa, mas a beleza delas é responsável por isso. Tenho algumas fotos que vou te mandar uma hora dessas. Não uso cotonete, mas tenho vários pincéis, e dedico boa parte do meu tempo limpando e vigiando os insetos. Você está de parabéns. Deus te abençoe muito. Um abraço, Sônia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sônia, tudo bem? Que alegria receber a sua visita e ler seu comentário! Fico muito feliz por saber que está gostando do blog! Muito bom saber que tem um bom espaço para as suas orquídeas, adoraria ver suas fotos!

      Super obrigado pelo carinho, um grande abraço e tudo de bom para você!

      Excluir
  20. Eu tô contigo na 4 e 5... muito bom! Rrsssss... o resto tb faço, mas não com tanto empenho, rrsss!!! Eu tenho uma q vc parece não ter, ou não comentou, estou começando a trocar outras vontades, como a vontade de ir pra academia, pela vontade de ficar mais tempo em casa "cuidando" das minhas orquídeas... mas essa eu espero ser só uma fase! Socorro... isso vicia!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Debora, tudo bem? Hehehe, que bom saber que não estou sozinho. Depois que você mencionou, de fato, reparo que tenho ficado mais em casa, por conta destas meninas!

      Que ótimo ler seu comentário, muito obrigado pela visita e pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  21. Hola, Sergio. Lo que a ti te ocurre también a mi me pasa. Estoy como hechizada por mis orquìdeas. Las miro a cada rato, de día, de noche, a cualquier hora. Les tomo fotos casi diariamente. Les hablo, las acaricio, las pongo aquí y alla buscando siempre la comodidad de ellas. Ahora creo que he logrado tener mi pequeño orquideario como yo quería. He hecho modificaciones en mi balcón para que ellas estén bien. Pienso que uno logra una especie de comunión con ellas donde sin hacerle caso a nadie sabemos que ellas están bien o mal. Te felicito por tu blog y te agradezco que compartas tus experiencias. Yo también me la paso mirando blogs, fotos y videos, pero al fin me siento más tranquila cuidándolas y me siento orgullosa de todas ellas. Un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elizabeth, tudo bem? Que bom saber que tem passado bons momentos na companhia das suas orquídeas! Fico feliz por saber que elas estão indo bem na sua varanda, sendo muito bem tratadas! De fato, para mim tem sido uma terapia.

      Muito obrigado pela sua visita e pelo agradável comentário! É uma honra recebê-la aqui no blog!

      Muchas gracias y un grande abrazo!

      Excluir
  22. Si no te importa, me gustaría que me dieras un correo electrónico para enviarte algunas fotos de mi pequeño orquideario a ver cómo te parece. Es bonito compartir a nuestras orquídeas y recibir el consejo de amigos más expertos, como tú. Un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elizabeth! Claro, fique à vontade. Aqui no blog, na barra horizontal superior, tem um link para a página de 'Contato'. Basta preencher o formulário e enviar. Assim que eu receber, respondo com meu e-mail. A partir daí, você poderá enviar as fotos!

      Muito obrigado e um grande abraço!

      Excluir
  23. Já ri muito com você, até em comentários de outros artigos mas desse aqui estou rindo muito, achei que eu estava ficando maluca mesmo, meu filho se mudou e resolvi transformar o quarto dele num espaço para minhas orquídeas, daí comecei a fazer suas caixinhas, treliças, suportes, gosto de fazer tudo pra elas. tenho essas manias iguais a você. As vezes até acordo de madrugada para verificar se esqueci de puxar a tela de sombrite com receio do sol queimá-las se eu acordar mais tarde, depois dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Lucia, que legal! É bom encontramos pessoas com as quais nos identificamos, não é mesmo? Parabéns pelo cantinho das suas orquídeas, tenho certeza que está um primor. Muito obrigado pelo comentário, que só vem a acrescentar!

      Um grande abraço!

      Excluir
  24. Oi Sérgio,

    Vou te dar uma dica. Por aí vendem panos estáticos descartáveis de limpeza? Não anti-estático, e sim estático mesmo. São feitos para limpar móveis, prateleiras, etc., e por serem estáticos eles atraem poeira. Descobri que isso é uma maravilha para tirar a poeira das folhas de orquídeas. Corto um pano em pedaços pequenos, e limpo as folhas com eles. É bem mais rápido e eficiente do que cotonete ou bolinhas de algodão.

    Eu costumava usar o mesmo pano em todas as orquídeas, mas uma vez uma orquídea estava com “false spider mites” (não lembro como é em português), que são muito dificeis de enchergar a olho nu, e eu não tinha notado. E como limpei as orquideas com o mesmo pano, eles se espalharam para outras orquideas. Por isso hoje em dia corto pedaços pequenos de pano, e uso um para cada orquidea.

    Você já experimentou dar um lustre nas folhas com algodão umidecido com uma mistura de água e leite? Li sobre isso numa revista daqui, e experimentei. Deixa as folhas muito bonitas!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andrea!

      Adorei a sua dica! Sim, conheço estes panos, mas nunca havia pensado em utilizá-los para limpar as folhas. Excelente ideia!

      Sim, são os ácaros que, de fato, podem passar de uma planta para outra. Já tive problemas com eles por aqui, foi bom você ter mencionado para tomarmos os devidos cuidados.

      Eu já li a respeito do leite, mas nunca tive coragem de utilizá-lo aqui no apartamento. De fato, vale a pena experimentar, muito obrigado pela dica!

      Um grande abraço!

      Excluir
  25. Correção: escrevi “estático”, mas o nome correto é eletrostático. É um pano/toalha feito de um material que atrai poeira e pelos (por exemplo poliéster).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, de fato, são excelentes estes tecidos!

      Um grande abraço!

      Excluir
  26. Oi Sérgio, tudo bem?
    Sou iniciante com as orquídeas, ganhei duas de presente e me apaixonei, quero que elas continuem florescendo.
    A mini phalaenopis que que ganhei secou a haste apesar se eu regar uma a duas vezes por semana, e deixar perto da janela do meu apartamento, que recebe bastante sol pela manhã. As folhas estão verde claro, sem manchas. Será que ela morreu?
    Obrigada, continue sempre postando suas flores lindas!
    Feliz Páscoa!
    Luísa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luisa, tudo bem? Por aqui, tudo em ordem! Fique tranquila, é normal que a haste floral seque após o final da floração. No ano que vem, ela vai emitir uma nova haste, a partir da base. Em alguns casos, a haste antiga pode florescer novamente, mas não é regra.

      Que bom saber que está gostando das postagens, muito obrigado pelo apoio! Uma ótima Páscoa para você também!

      Excluir