Phalaenopsis - Acompanhando as hastes gêmeas


Hastes florais da orquídea Phalaenopsis semi-alba
Phalaenopsis semi-alba

Tenho acompanhado com bastante expectativa o crescimento das hastes duplas desta orquídea, uma Phalaenopsis híbrida. É a primeira vez que algo do gênero ocorre aqui em casa. Acreditava até que se tratasse de uma característica genética, de algumas plantas especiais. Hoje percebo que a emissão de várias hastes é um fenômeno bastante comum nestas orquídeas. Só as daqui de casa não sabiam disso.

Além de serem gêmeas, uma das hastes possui duas ramificações. Tenho até medo de imaginar como será esta Phalaenopsis com tudo isso florido. Da última vez em que sonhei com uma haste exuberante, a julgar pela quantidade de botões, tive uma grande decepção. Logo no início, alguns botões abortaram, em posições aleatórias, fazendo com que a haste ficasse 'banguela'. Quase chorei. As flores sobreviventes foram surgindo, mas fora de sincronia. Enquanto algumas já estavam murchando, outras ainda começavam a abrir.

Vamos ver o que acontecerá desta vez. Estas meninas têm me ensinado a não esperar demais delas. Desta forma, qualquer pequena novidade já é um grande motivo de satisfação.

20 comentários:

  1. Olá Sérgio,
    posso imaginar a sua ansiedade...
    também tenho uma plalaenópsis que quando floresce,sempre tem de duas à três hastes florais, inclusive uma ramificada, de cor maravilha, uma belezinha,só vendo mesmo, porém se qualquer gota, água, adubo, que caia em cima da flor, essa flor murcha e cai, é muito melindrosa, a partir daí tomo muito cuidado com ela, é temperamental, sabe como éh, rs.
    Abraços.
    Zenaide.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zenaide! Que bom, parabéns pela orquídea, deve ser belíssima. Muito obrigado pela dica, vou tomar esses cuidados para ver se desta vez a coisa vai! E sou sempre muito grato pela sua visita e participação! Abraços!

      Excluir
  2. Parabéns pelo cultivo Sergio
    Não consigo nem uma, muito menos gêmeas
    Todas as Phalaenopsis que tive chegam com flores e param por aí. exceto uma que está fazendo dois anos que está comigo, cortei as duas hastes e depois dos dois anos surgiram novas hastes.
    Mais uma vez parabéns pelo cultivo.
    abraços e um lindo dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bete, imagine! Você possui um dom especial com as plantas, possui uma coleção admirável! Torço para que sua Phalaenopsis continue dando hastes e flores. Muito obrigado pela visita e pelo apoio! Um grande abraço e um ótimo dia!

      Excluir
  3. Que incrível Sérgio!
    Sabe, eu adoro vir aqui e me deliciar com a sua sabedoria em cuidas das orquídeas bem como da expectativa criada em cada momento da vida delas. Não entendo nadica de nada de orquídeas, só sei apreciar a beleza deslumbrante delas!! Mas se as hastes gêmeas florirem,vai ser um belo espetáculo da natureza amigo!! Estou torcendo por elas e mesmo que fique banguela, não se preocupe. A beleza de uma úncia flor já suplanta qualquer problema!!
    Adorei amigo!
    Obrigada por compartilhar tanta beleza!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana! Para mim é sempre uma grande alegria receber seu comentário. Muito obrigado pelo carinho e pela torcida! Hehehe! Tenho esperança de que agora, com cuidados redobrados, evitarei que elas fiquem banguelas! Que bom que gostou, eu que agradeço! Um grande abraço e tudo de bom!

      Excluir
  4. Sérgio, me deu arrepios só de pensar nas flores que vão surgir. Talvez seja uma questão de acertar a adubação. Ano passado meus pais compraram uma phalaenopsis e eu tratei dela por alguns dias porque tive que passar quase um mês lá, até achar uma nova casa. Cortei uma das hastes que já havia terminado a floração, e a outra ficou, até que começasse a secar. Você acredita que vamos ter a terceira floração dessa mesma haste? Ela foi se ramificando e, como deu a segunda floração, eu resolvi não cortar. Pois agora agora, parte da haste que não estava seca deu um novo broto e começou a crescer. Vocês já ouviram disso? Vou tirar uma foto e colocar lá no Jardim de Calatéia logo que tiver um tempinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fred, é verdade, eu não tenho feito uma adubação específica para floração. Uso o de manutenção mesmo. Pode ser isso.

      De fato, conheço muita gente que opta por deixar a haste e acaba tendo florações consecutivas por meses! Parabéns, é sinal de um ótimo cultivo. Fiquei curioso, coloca lá no site sim! Muito obrigado pela visita! Abraços!

      Excluir
  5. Muito interessante; nunca tinha visto uma Phalaenopsis assim: com 2 hastes saindo quase dum mesmo ponto e em sintonia de crescimento!
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo! Pois é, eu também não! São uma graça! Muito obrigado pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Olá,tenho uma phal q sempre me brinda 3 vezes por ano com lindas florações,mas, desta vez aconteceu algo estranho.Ela já estava florida numa haste q brotou de uma segunda,eis que me surge uma nova haste saindo da base,mas parou de crescer,do nada,e agora está nascendo uma segunda haste nesta q adormeceu,será q existe algo q possa acorda-la novamente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leticia, tudo bem? Às vezes isso acontece, sem um motivo aparente. As hastes de Phalaenopsis costumam ser temperamentais. O lado bom é que sua orquídea está muito bem cuidada, para florescer tanto.

      Caso queira dar um descanso à planta, pode-se cortar todas as hastes sem flores, a partir da base. A nova haste, a partir da base, virá mais vigorosa e com mais flores.

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Olá Sergio. Boa noite.
    Estou passando por situação semelhante a sua.
    Tem ideia de quanto tempo leva, em média, para os botões se transformarem em flores?
    Nesta fase, há alguma mudança em relação aos procedimentos de rega e adubação?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Profº Helton, boa noite!

      Tudo bem? No caso das Phalaenopsis, os botões não demoram a se transformar em flores. É uma questão de poucos dias. O importante é que, nesta fase, devemos evitar molhar os botões. Também é aconselhável evitar que adubos ou defensivos entrem em contato com estas estruturas. A princípio, na época da floração, a planta não precisa de adubação. Por outro lado, a rega precisa ser bem monitorada, frequente, mas sem excessos.

      Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  8. Sergio, obrigado por responder!
    Aproveitando sua prestatividade lhe enviei através do Google+, fotos das minhas orquídeas juntamente com algumas dúvidas.
    Favor verificar assim que possível.

    Helton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helton, imagine, de nada! Já respondi através do Google+, espero que tenha ajudado!

      Um grande abraço!

      Excluir
  9. Oi Sérgio!
    Sabe me dizer qdo aparece a aste floral, qto tempo em media leva para abrir as flores?
    Grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jaque! Tudo bem? Olha, o tempo exato eu não sei dizer. Mas demora bastante, mais de um mês. Vai depender da orquídea, imagino que esteja se referindo à Phalaenopsis. Imagine, eu que agradeço pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  10. Sergio, boa noite. Descobri sua página por acaso na internet e estou adorando. Seu jeito de escrever, explicar, ensinar torna o cuidado com as orquideas mais fácil para quem é leiga como eu no assunto. Tenho 13 orquideas em casa, e suas dicas tem me ajudado e muito. Fico muito decepcionada quando a haste seca completamente e tenho que cortá-la, pois sei que vai demorar até crescer outra no lugar....mas, paciência é uma virtude :) Nunca adubei minhas orquideas, somente fiz a troca de vaso e d substrato, mas vou procurar um adubo pra elas. Obrigada e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila, boa noite! Tudo bem?

      Que ótimo saber que achou o blog e está gostando! Muito obrigado pelas palavras de apoio, seja muito bem-vinda!

      Fico feliz por ler o relato da sua experiência com suas orquídeas. Aqui, de fato, a maioria das hastes acaba secando, após a floração.

      Um ótimo cultivo para você e muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir