Cattleya labiata - A rainha do apê


Orquídea Cattleya labiata caerulea
Cattleya labiata caerulea

Dentre as orquídeas brasileiras, a Cattleya labiata foi a primeira a ser formalmente descrita. Esta planta de rara beleza foi classificada em 1821, por John Lindley. Por esta razão, ainda nos dias de hoje, esta é uma das primeiras plantas que nos vêm à cabeça quando pensamos em orquídeas.

A Cattleya labiata é uma orquídea que ocorre exclusivamente no Brasil, sendo típica de vários estados da região nordeste do país. Devido ao seu habitat de origem, é conhecida como a Rainha do Sertão ou a Rainha do Nordeste. Esta orquídea especial é encontrada na caatinga nordestina, único bioma exclusivamente brasileiro, em brejos de altitude, como planta de hábito epífito (vegetando sobre árvores) ou rupícola (vivendo sobre pedras).

Trata-se de uma orquídea que aprecia altos níveis de luminosidade, porém sempre protegida do sol direto, nas horas mais quentes do dia. A umidade relativa do ar precisa ser elevada, assim como o habitat em que se encontra a Cattleya labiata. As regas podem ser abundantes, mas o substrato precisa secar rapidamente. Como a grande maioria das orquídeas, não tolera raízes úmidas por muito tempo.


Orquídea Cattleya labiata caerulea
Cattleya labiata caerulea

A orquídea Cattleya labiata floresce tipicamente durante o outono, principalmente entre os meses de fevereiro a abril. Suas flores exibem uma grande multitude de cores e padrões, cada qual recebendo sua nomenclatura técnica apropriada. Há formas albas, semi-albas, caeruleas, concolor e rubras, para citar algumas. A coloração da Cattleya labiata tipo é predominantemente púrpura.

Não tenho plantas raras ou caras, mas guardo relíquias de grande valor sentimental. Como já contei em outra ocasião, esta orquídea pertenceu ao meu tio-avô e está na família há quase meio século. Tipicamente brasileira, esta Cattleya labiata reina aqui na modesta varanda do apartamento.

Depois de um ano ausente, ela agora retorna com força total. Os pseudobulbos e folhas estão visivelmente maiores em relação aos dos anos anteriores. As flores também vieram em abundância. Bem, na verdade foram quatro, duas plantas portando um par de flores cada. Mas para os padrões locais, está ótimo.

A seguir, um vídeo com o desabrochar dos botões florais desta bela orquídea, uma Cattleya labiata caerulea.




16 comentários:

  1. Parabéns Sérgio!!! Linda demais! Que responsabilidade cuidar de uma menina com tanta história né. Se está com todo esse vigor é porque gostou do lugar que vc elegeu pra ela, parabéns novamente pelo trabalho. Abraços
    cantinho da galega.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, muito obrigado pela visita e pelas palavras! Que bom que gostou! Realmente, ela parece estar adaptada, apesar de não ser o ideal. Valeu pelo apoio, sempre! Um grande abraço!

      Excluir
  2. Lindissima amigo, ela é perfeita!!! Parabens meu querido!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom receber a visita de vocês, Valéria e Rinaldo! Muito obrigado! Bjos e abraços!

      Excluir
  3. Lindas: planta e foto,
    Parabéns pelo belo cultivo
    abraços e uma linda noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bete, muito obrigado! Que ótimo ler seu comentário, fico feliz que tenha gostado! Abraços e uma ótima noite para você também!

      Excluir
  4. Grande Sergio, parabéns pelo belo exemplar, e a história da mesma a torna verdadeiramente especial!! que possa florescer abundantemente ano a ano, pois é sempre um motivo de grande alegria para nós que amamos essas meninas! abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem? Com certeza, esta planta é uma lembrança eterna. Muito obrigado pelas suas palavras e pelo apoio, foi ótimo ler sua mensagem! Um grande abraço!

      Excluir
  5. Lindas!!! Sonho com o dia em que as minhas voltem a florir. Agora que estou cuidando melhor delas, assim espero. :) Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cintia! Com certeza, suas meninas voltarão a dar flores. Todo o seu carinho e estudo serão recompensados. Boa sorte e muito obrigado pela visita! Bjos!

      Excluir
  6. Sergio as planta correspondem ao amor que recebem...
    Parabens pelo seu Blog.
    Muita Luz - Gislaine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gislaine, que bonito! Realmente, concordo. Muito obrigado pela visita e pelo comentário! Um grande abraço!

      Excluir
  7. Esta é Rainha em qlq lugar! Sabe...ela é a forma de uma orquídea, qd eu penso em orquídea (na primeira ideia) eu lembro desse 'layout', e qd observamos as diversas tonalidades que há, percebemos um pouco, pq Rainha?
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalon! É verdade, concordo com você. Ótimo comentário, também me vem à mente esta flor quando penso em orquídea. Amo todas as variedades, sonho com uma rubra. Muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  8. É muito linda, qual material v. usa no vaso e o vaso é de barro? Durante este tempo já replantou, ou não? Mantén perto de uma janela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dora! Que bom saber que gostou! Como meu ambiente é muito seco, uso vaso de plástico. Para plantar, uso um substrato para orquídeas, composto por casca de pinus e carvão vegetal. Eu a replanto sempre que começa a sair do vaso. Ela está em uma sacada virada para face oeste. Muito obrigado pela visita e pelo interesse!

      Um grande abraço!

      Excluir