Fogo no orquidário


Orquídea Phalaenopsis em chamas
Phalaenopsis em chamas

Hoje foi um dia terrível. Cultivo as orquídeas em uma varanda face oeste e sempre estou de olho nos efeitos nocivos que a insolação direta pode trazer às plantas. Toda tarde, por volta das 13h, coloco uma tela de sombrite para protegê-las. Também mantenho a umidade sempre alta, usando um sistema que os americanos chamam de humidity tray. Mas o calor tem sido tão intenso, que estes cuidados têm se mostrado insuficientes.

Já há alguns dias, tenho notado que certas folhas estão mais claras do que o normal, sinal de excesso de luminosidade. Ontem, percebi uns pontos escuros, típicos de queimadura provocada pelo sol. Mudei várias plantas de lugar, na tentativa de posicionar as mais sensíveis atrás das mais resistentes à luz solar. Hoje, percebo que umas micro-orquídeas estão perdendo folhas rapidamente, outro sinal de desidratação. Mais correria e troca-troca de lugar. Por fim, tive que trazer algumas para dentro de casa, mais precisamente para o lado da minha cama...

Fiquei tão irritado e desgastado com este processo, que cheguei a algumas conclusões. Sob condições tão precárias, não posso ter plantas caras. Acho que eu enfartaria se visse uma orquídea de colecionador derretendo debaixo de um sol escaldante. Também percebi que não posso ter muitas plantas. Com o espaço escasso de um apartamento, ficamos sem margem para manobras. Já estou levando um baile com 30 orquídeas, imagine o que seria se eu tivesse minhas sonhadas 100? A partir de agora, vou aplicar o minimalismo também à minha coleção de sofredoras.




12 comentários:

  1. Sergio, você também pode escolher orquídeas de regiões mais quentes e agrestes para ter em casa. Epidendrum, por exemplo, adooooora sol. Pesquise as prquídeas da caatinga e tenho certeza de que você terá menos trabalho e mais prazer para ter em casa suas 100 sonhadas plantas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, concordo plenamente. Por morar em apartamento, tinha essa ideia fixa de escolher plantas de sombra. Mas vou seguir seu conselho, já estou providenciando! Muito obrigado pela ajuda! Bjos!

      Excluir
  2. Oi Sérgio, a minha dica é usar um lençol branco no lugar do sombrite nos dias mais quentes. Pode não ser uma solução muito bonita, mas certamente vai ajudar bastante até que essa onda de calor intenso vá embora. Felizmente o outono já está chegando.
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dreamer Girl, esta é uma boa ideia! Acho que é mais prático do que ficar indo e vindo com as plantas na mão. De fato, não vejo a hora do outono chegar. Muito obrigado pela ajuda! Um grande abraço!

      Excluir
  3. q dó, Junior!!!

    eu estou um pouco frustrada tb, e olhe q tenho apenas um décimo de suas orquideas... estou com 3 aqui em casa, e todas estao com um ar tão triste...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilize, não sabia que você tinha tantas! Achava que era só aquela do Sr. Masuji. Mas não desanime, vai dar tudo certo. No mínimo, ganhamos experiência. Boa sorte e brigadão pela mensagem! Bjos!

      Excluir
  4. Olá, acabei de conhecer seu blog e já li tds os posts que contém orquídeas.
    A respeito dessa condição agreste mencionado, vc pode usar p/ sombrear a sua coleção as Catasentum, as Epidrendrum e as Enciclias (fiz isso qdo eu morava num apt em SP).
    Vc também tem um ambiente privilegiado p/ cultivar as pequenas rupículas como as Hoffmansegelas (antigas Laelias) e outras.
    Procure pelas orquídeas típicas do cerrado, pois elas se adaptam bem à 'selva de concreto'.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kel! Tudo bem? Que bom receber sua visita, adorei! Também gostei bastante das suas sugestões. De fato, estou com um Epidendrum sob sol pleno que gostou bastante do local. E as rupícolas são uma ótima ideia, pretendo direcionar a coleção neste direção.

      Muito obrigado pela visita e pelas dicas!

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Olá, onde encontro informações sobre a mini bromélia? Ganhei três mudas, mas uma delas não está se adaptando ao vaso de fibra de côco. Pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Infelizmente, eu entendo muito pouco de bromélias. Mas o blogueiro Jalon Nunes, do Orquídeas-Bromélias, tem artigos muito bons sobre o assunto. Aqui vai o link para um deles:

    http://orquideas-bromelias.blogspot.com.br/2011/11/2-bromelia-tillandsia-neglecta.html

    Muito obrigado pela visita!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. oi Sergio, bom dia! Como estão suas orquideas agora? Visto que passou um ano desde sua postagem.Também moro em apartamento, face oeste assim como o seu. Em Goiânia. E tb estou sofrendo bastante já ate perdi uma ionopsis.
    Tenho 4 orquideas, uma denphal, uma oncidium e 2 sapatinhos. Tenho bindex com insulfilme na varanda. Ultimamente tenho deixado elas na area de serviço, face norte. Porem quase não pega sol, devido a parede do predio, fica só clarinho. Meu marido sugeriu fazer pra mim, um estrado com sistema de roldanas, as orquideas ficariam no teto, e quando eu precisasse mexer eu desceria a roldana, isso na varanda. o que vc acha, visto q tenho essas orquideas em casa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristiane, tudo bem? As orquídeas estão bem, graças a Deus! Passaram bem melhor por este último verão. Sinto muito pela sua Ionopsis, acho difícil cultivar esta planta.

      Na sua coleção, os 2 sapatinhos poderiam ficar na área de serviço, já que precisam de menos luminosidade. Já a Denphal e o Oncidium costumam gostar de bastante luz e ficariam melhor na varanda. Achei super interessante o sistema de roldanas, ficaria um belo orquidário suspenso.

      Muito obrigado pela visita e boa sorte com as suas meninas!

      Um grande abraço!

      Excluir