Antúrio renascido das cinzas


Anthurium andraeanum
Anthurium andraeanum

Assim como todas as plantas aqui em casa, este antúrio é um guerreiro. O coitado passou anos no limbo, sem florescer, acometido por alguma praga. Por diversas vezes, tentei convencer minha mãe a jogá-lo fora. Mas ela perseverou, como sempre.

E a história se repetiu. Lentamente, ele foi se recuperando e, do nada, eis que surge esta tímida flor. Fiquei tão entusiasmado que a fotografei antes que se abrisse completamente. Hoje já são três flores, uma recuperação impressionante.

Segundo o site Jardineiro.net, o Anthurium andraeanum deve ser cultivado à meia-sombra, em substratos ricos em matéria orgânica. As regas devem ser frequentes. Atualmente, existe uma ampla gama de híbridos das mais diversas cores no mercado. Eu, particularmente, sou apaixonado por um mini antúrio salmão. Infelizmente, nunca encontrei um para adquirir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário