Cultivo de Orquídeas - Alquimia orquidófila


Orquídea Cymbidium
Cymbidium

Passei boa parte da vida enfurnado em laboratórios, estudando as mais diversas substâncias químicas, acreditando estar em busca da pedra filosofal. Esse longo passado acadêmico fez-me olhar para as orquídeas com o mesmo pensamento, sempre acreditando que existiria uma combinação secreta de adubos e hormônios capazes de produzir aquelas florações espetaculares que vemos em exposições.

Utilizando minhas orquídeas como cobaias, testei tudo o que encontrei pela frente. Adubos importados, métodos alternativos, semi-hidroponia, fórmulas secretas como o Superthrive, nutrientes derivados de peixe, vitamina B1... Tudo em vão. No lugar de plantas maravilhosas, observei um crescimento modesto, em alguns casos e, na maioria deles, muita, muita morte.

Quando estava preparando mais uma importação de um produto milagroso, veio-me um insight e decidi parar com tudo. Joguei todos os produtos fora e comecei do zero. Passei a cuidar de detalhes básicos, como umidade, regas e luminosidade. As orquídeas passaram a receber apenas água e adubo - qualquer adubo químico contendo macro e micronutrientes. Faço isso há um ano e, para minha surpresa, os resultados têm sido muito bons. Tenho observado um rápido crescimento de brotos, raízes e hastes florais. Nada excepcional, mas tudo muito digno. Parece que as orquídeas são um bom exemplo de que é possível viver mais com menos.


Video: Onde cultivo as Orquídeas no Apê

Pequeno tour pela sacada onde são cultivadas as orquídeas publicadas no blog. O orquidário vertical está em uma varanda que mede 3 m x 50 cm e é basicamente composto por três prateleiras em cada lateral das janelas centrais.


6 comentários:

  1. Com qual frequência vc aduba as orquídeas e qual a proporção?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cinara! Eu costumo adubar semanalmente, com metade da dosagem recomendada pelo fabricante. Uso adubo líquido NPK, com macro e micro nutrientes. Abraços!

      Excluir
  2. Olá, Poderia indicar algum livro sobre cultivo de phaleonopsis e cattleya para iniciantes? Não estou sabendo cuidar de minhas plantas e elas estão morrendo…

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patricia, tudo bem?

      Sim, existem ótimos livros sobre orquídeas, com informações úteis. Um deles é o ABC do Orquidófilo, escrito pelo Prof. René Rocha. Outro que indicaria é o ‘Orquídeas – Manual de Cultivo’, escrito pelo Denitiro Watanabe, especialista no assunto.

      Aqui no blog, na barra superior, tem um link para ‘Dicas de Cultivo’. Lá você também encontra informações que podem ser úteis. Muito obrigado pela visita e boa sorte com as suas orquídeas!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Ola Sergio - Parabens pelo seu Post sorbe orquideas
    Tenho várias Cymbidiuns de todas as cores e estou com dificuldade de encontrar os nomes cientificos delas
    Voce poderia me indicar um local na internet para que eu possa encontrar os nomes delas?
    Tenho na cor verde, preta, rosa , amarela, coral, pessego, vermelha, e diversas variações delas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tudo bem? Que bom que gostou do artigo, muito obrigado pela visita! As orquídeas do gênero Cymbidium que encontramos no mercado, aqui no Brasil, são em sua maioria híbridas. Neste sentido, o nome científico é apenas Cymbidium, acrescido do nome registrado pelo produtor do híbrido, que geralmente desconhecemos. Mas existem grupos no Facebook especialmente dedicados às orquídeas, talvez possam ajudar.

      Um grande abraço!

      Excluir